New Call-to-action
Claudio Mota
Tempo de leitura: 4 minutos – 8 de Agosto de 2019

Como detectar vazamentos com uma gestão ambiental em posto de combustível?

Uma das questões mais importantes na gestão de um posto revendedor é o vazamento de combustível. Primeiro, porque envolve o risco do meio ambiente ser prejudicado. E segundo, porque pode afetar a segurança e acabar resultando em acidentes e pagamento de indenizações. 

Para impedir que o empreendimento arque com esse prejuízo, é necessário estar preparado para prevenir acidentes relacionados a qualquer tipo de vazamento. De que forma? Realizando a gestão ambiental do posto de combustível.

Não sabe o que precisa ser feito nos casos de detecção de um vazamento? Veja, neste post, o que fazer, porque detectar vazamentos é importante e como otimizar custos do seu posto é possível por meio de um monitoramento!

Por que é importante detectar vazamentos?

O posto é responsável pela detecção e prevenção de vazamento de combustível. Os acidentes envolvendo fluidos tóxicos são considerados graves de acordo com a lei ambiental 13.577 de 8 de julho de 2009 e o proprietário pode acabar arcando com penalizações caso a contaminação não seja contida.

Detectar um vazamento o mais cedo possível é importante para impedir que situações de risco coloquem em perigo o patrimônio e reputação da empresa. Assim como para garantir a segurança de funcionários, clientes e toda a população.

Embora o vazamento em pequenas proporções consiga ser controlado pela equipe treinada do posto, existem situações onde o volume de vazão é maior. E nesses casos, é necessário tomar algumas medidas específicas para resolver os problemas e impedir que os prejuízos acabem sendo maiores.Nova call-to-action

O que fazer nos casos de detectação de vazamento?

Não consegue impedir um vazamento de combustível? O importante agora é avaliar quais são os danos e procurar soluções para amenizar os impactos ambientais. Não sabe como? Então comece por: 

  1) Verificar se o posto possui contrato com uma empresa que atende emergências

Detectou um vazamento? Então o primeiro passo é verificar se o seu estabelecimento possui um fornecedor de atendimento de emergência para solicitar o suporte. 

É importante fazer isso o quanto antes porque essas empresas já possuem técnicos especializados para conter o problema. 

2) Suspender todas as operações envolvendo os tanques, equipamentos ou tubulações envolvidas do vazamento

Assim que um vazamento é identificado o seu posto não precisa suspender todas as operações. Na verdade, é bem provável que você só tenha de paralisar as atividades que abrangem o equipamento envolvido no acidente. 

Nesse caso, entre em contato com a sua fornecedora de combustível e solicite o esvaziamento do seu reservatório. Os órgãos públicos (corpo de bombeiros, controle ambiental, prefeitura etc) também precisam ser comunicados para possíveis medidas de proteção à sociedade e ao meio ambiente. 

3) Consulte o seu sistema de controle

Se não estiver certo sobre qual ponto está com o vazamento, paralise as operações e consulte o seu sistema de controle. Se você não possui uma ferramenta confiável, opte por um sistema de monitoramento ambiental eletrônico para ajudá-lo a ter informações mais precisas sobre os níveis de cada compartimento.

Por meio dele é possível saber o volume exato de combustível nos tanques e também identificar, em tempo real, quando existe o vazamento de fluídos. Isso, sob qualquer ameaça, fica mais fácil tomar decisões e formular estratégias para impedir erros.

4) Entre em contato com uma empresa para realizar o teste de estanqueidade

Assim que o tanque de combustível estiver totalmente vazio está na hora de solicitar novos testes de estanqueidade. Por meio desses resultados, é possível descobrir se o problema de vazamentos está localizado apenas no tanque ou se pode também estar incluindo a tubulação.

5) Assuma a responsabilidade 

Se o vazamento tiver tomado proporções maiores do que o previsto, entre em contato com uma empresa para analisar os danos. Assuma a responsabilidade e coopere com todas as medidas para reverter a situação. 

É importante não deixar que as consequências se prolonguem, pois, o Ministério Público pode acabar indicando o acidente como crime ambiental.

6) Arque com a remediação

Se a contaminação atingiu o solo é bem provável que a empresa de remediação quebre o piso do posto. Ela fará isso para remover a parte contaminada e depois irá levar os restos até uma incineradora. Esteja ciente de que essa ação pode acabar ocasionando um transtorno temporário e até mesmo impossibilitar a circulação de clientes e funcionários no posto.

Caso a contaminação tenha alcançado os lençóis freáticos, o problema poderá exigir um pouco mais de atenção. Isso porque será necessária a instalação de equipamentos para “filtrar” a água até que fique totalmente limpa. Diferente da contaminação do solo, nessa situação o prazo de resolução pode ser indefinido.

Prevenção: a solução para os problemas!

Percebe como proteger o posto contra vazamentos precisa ser uma prioridade? Não apenas para preservar o meio ambiente de impactos ambientais ou impedir que acidentes prejudiquem a população. Mas também para garantir a funcionalidade e o sucesso de todo o negócio. 

Os gastos necessários para reverter os impactos ambientais podem ser imensos e o dono do posto de combustível pode acabar tendo de arcar com prejuízos por toda a vida. Ninguém quer isso, certo? Assim sendo, a prevenção se tornou a alternativa mais inteligente e econômica para proteger o patrimônio e os investimentos. 

E se você acha que para conseguir isso é necessário muito, espere lá! Hoje já é possível fazer a gestão ambiental do posto de combustível de forma fácil. Você pode garantir a segurança do seu posto equipando o estabelecimento com sistemas de medição e monitoramento confiáveis e também com equipamentos de proteção acessíveis.

 

  • Compartilhe

Resultado da busca

Comentários

Conteúdos exclusivos com a propriedade de quem entende do seu negócio.

Assine a newsletter.

Nova call to action