New Call-to-action
Carlos Ribeiro
Tempo de leitura: 4 minutos – 10 de Outubro de 2019

Panorama do Setor de Postos de Combustível

O ano de 2018 foi marcado por acontecimentos negativos para o setor de Postos de Combustíveis no Brasil. No ano em questão a incerteza política e a Greve dos Caminhoneiros foram fatores que puxaram os indicadores do setor para baixo, reduzindo inclusive o número total de postos no território Brasileiro.

Com a chegada do novo ano, as expectativas dos empresários do setor voltaram a aumentar e os dados sobre abertura de novos postos voltam a ser positivos. Além disto, os investimentos em bombas, por exemplo, é 20% maior em relação ao mesmo período do ano de 2018. Apesar da melhora nos índices, o caminho para a reestabilização completa dos efeitos pós 2018 ainda não está completo.

A oscilação da moeda americana e nova diretriz de preços ‘flutuantes’ estabelecida pela Petrobras são desafios atuais dos donos de postos de combustíveis, que além de gerenciar seus próprios negócios precisam ficar atentos ao cenário político do país, para garantir que ajustes de rota sejam feitos para minimizar prejuízos.

Enquanto a OMP analisa a verticalização que permite que as bandeiras tenham seus próprios postos, o governo estuda a reforma tributária. Os órgãos ambientais, o corpo de bombeiros e o ministério de trabalho são alguns dos itens que devem estar no radar dos empresários e donos de postos.

Nova call to action

No entanto, apesar das incertezas que rondam o mercado, também existem novidades que prometem maximizar os lucros dos postos. O uso da tecnologia, programas de abastecimento atrelados a fidelidade e novos meios de pagamento prometem deixar a relação entre cliente e posto mais próxima e vantajosa.

A novidade e nova menina dos olhos do setor, certamente está na palma das mãos dos clientes. Os aplicativos substituem os antigos cupons para sorteios, vale-duchas e até mesmo a maquininha de cartão de crédito.

A fidelização, já muito difundida em outros segmentos do comércio e serviço brasileiro, chega aos postos de combustíveis com o intuito de estreitar os laços comerciais, fazendo com que o cliente retorne sempre (ou sempre que possível) ao mesmo posto de combustível na intenção de receber descontos, prêmios ou preços especiais.

Se engana quem pensa que somente as grandes redes podem adotar os aplicativos para celulares. Pequenas redes e até postos singulares também podem ter os aplicativos responsáveis por atrair e fidelizar os clientes.

Com estes pontos, podemos afirmar que a visão geral para o ano de 2019 ainda está sendo escrita, a recuperação pós 2018 está acontecendo e as expectativas dos empresários estão melhores.

  • Compartilhe

Resultado da busca

Comentários

Conteúdos exclusivos com a propriedade de quem entende do seu negócio.

Assine a newsletter.

Nova call to action